Passo A Passo Para Ser Um Locutor Profissional

Alguém já te falou que você tem uma voz bonita? E que, por isso, você deveria ser um locutor profissional?

Está pensando em se tornar um locutor?

O timbre aveludado, uma voz bonita e agradável fazem a diferença como profissional da locução. No entanto, hoje busca-se muito também a voz natural e coloquial.

Mas então, como começar nessa carreira? Você conhece a profissão? Você acha que pode se adaptar e, portanto, quer investir nisso?

Neste artigo, te dou o passo a passo para ser um locutor de sucesso. Confira!

Passo A Passo Para Ser Um Locutor Profissional

1. Conheça O Mercado

Em qualquer carreira, você tem que saber como funciona determinado mercado e profissão.

Assim, a primeira coisa a fazer é pesquisar e perguntar aos profissionais já atuantes na área.

Você sabe quais são os segmentos da locução? Você pode trabalhar com a publicidade, em comerciais para televisão, rádio e mídias eletrônicas. Ou ser um locutor de sistemas, fazendo URAs, Inteligências Artificiais, etc…

São muitos os segmentos! Pesquise bastante sobre cada um deles para ver qual combina melhor com você.

2. Capacite-Se

Depois de já conhecer as possibilidades que a carreira de locutor profissional possui, um lugar para adquirir o conhecimento inicial são cursos.

Se você tiver a oportunidade, procure por uma faculdade ou um curso técnico. Eles te darão informações de como atuar nesse mercado, como se divide, como funciona cada um deles, como precificá-los…

Uma boa formação te dá a base de todo o caminho que você ainda vai trilhar, como locutor.

3. Saiba Sobre A Cessão De Uso Da Voz

Existem regras no mercado da locução. E uma das mais importantes é a cessão de direitos de voz. Isto é, você comercializa a sua voz por tempo determinado ou não.

Por exemplo, na locução para conteúdo, você cede a sua voz por tempo indeterminado, porque esse tipo de trabalho faz parte de entretenimento e cultura.

Do mesmo jeito também pode funcionar a locução de vídeos institucionais, de treinamento, entre outros. Como são de uso interno em empresas, não prejudica a sua carreira ter a sua voz usada ilimitadamente.

No entanto, no mercado comercial há sim um uso determinado. Na locução publicitária para comerciais de TV e mídias eletrônicas, é interessante fazer a cessão de 3 meses a 1 ano. Isso pode influenciar tanto o valor do seu cachê como a sua carreira inteira.

No mercado de sistemas de telefonia, deve-se colocar um prazo. Quando são URAs e sistema de voz de IA costuma ser um tempo mais longo, por volta de 3 a 10 anos. Existe um investimento muito grande em criar o sistema com a sua voz. Assim como o pagamento também é maior. Há casos de que o profissional recebe mensalmente para fazer a manutenção da locução para o sistema, recebendo no início da gravação e, logo, mensal.

Não se esqueça de que a gravação é um serviço! E além disso, você também recebe pela cessão de utilização da sua voz.

4. Conheça Sobre Os Serviços Técnicos De Gravação

Agora, todo locutor grava em sua própria casa. E além disso, precisa de um kit de gravação.

Antigamente, os locutores não tinham esse aparato e conhecimento técnico todo. Tinham que pagar por um estúdio. Tanto o cliente quanto o locutor tinham que contratar um estúdio ou um técnico de som.

Então, se você adquiriu habilidades e equipamentos técnicos, isso deve ser cobrado também. E deve ser cobrado à parte da locução.

Até porque houve investimento em software, em hardware, em técnica, conhecimento, em know how. Conhecimento custa dinheiro!

5. Cuide Das Suas Mídias Sociais

Se você quer ser um locutor, uma das coisas que precisa saber é que sua vida pessoal e profissional estão muito ligadas. Na verdade, isso vale para qualquer profissional, hoje em dia.

O RH das empresas vasculham as mídias sociais dos candidatos para saber como eles se comportam, e com o locutor não é diferente.

Se sua página do Facebook ou seu perfil do Instagram estão cheios de bobagem, isso vai influenciar na hora de uma grande empresa te contratar. Você tem que se tratar como um produto de diversas formas.

É importante que profissionais como ator, cantor e locutor, pensem que existe um produto. Ou seja, existe a pessoa física, mas nela está o produto também.

Portanto, pense na sua voz como uma venda. Como você atua com esse produto? Como ele se coloca no mercado?

Você compraria algo com a embalagem feia? Quer que as pessoas falem mal dele? Não…

6. Invista Em Conhecimento Técnico

O principal investimento de todos é o conhecimento. Mas não só de cursos, como mencionei acima.

Você precisa ter todo o conhecimento técnico de como trabalhar com a voz. Por isso, vai ter que fazer cursos mais especializantes.

Vai precisar ir em uma fonoaudióloga para poder trabalhar algumas questões da voz, da emissão. Se você sibila, se tem problemas com a vocalização… É um investimento! De saber como funciona e de como usar.

Outro conhecimento técnico que todo locutor precisa saber, hoje em dia, é de hardware e software. Você precisa saber quais usar.

Montar um estúdio em casa é caro, mas, desde o princípio, é preciso ter, pelo menos, um ambiente com acústico e sem muito eco.

7. Tenha Um Bom Network

Fazer networking leva tempo!

Isto é, de nada adianta enviar um repertório a outros profissionais se não é bom, se foi gravado de qualquer jeito com qualquer equipamento.

O legal de se construir um network aos poucos é não só se consolidar quanto ao material e ao conhecimento técnico, mas também ir conhecendo as pessoas certas na hora certa.


Pense nisso tudo antes de querer ser um locutor profissional, mesmo tendo uma boa voz!

Quer saber mais sobre o mundo da locução? Assine a nossa lista VIP para receber conteúdos como este!

58 visualizações

© 2020   |   reginabittar.com.br    |    falecom@reginabittar.com.br

logo-ico.png
  • Facebook - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza